Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

domingo, 7 de agosto de 2011

Na audiência geral, o Santo Padre convidou os fiéis a fazer uma leitura continuada da Bíblia



Por Rádio Vaticano

O Papa propôs, no dia 03 de agosto, aos católicos que façam uma leitura continuada da Bíblia durante as férias, desde os livros mais pequenos, como os de Tobias, Ester ou Rute, às “obras-primas” como Job, Qohélet ou Cântico dos Cânticos.

Na primeira audiência geral depois de uma pausa durante o mês de julho, Bento XVI sugeriu que os fiéis “tenham à mão, durante o período estival ou nos momentos de pausa, a Santa Bíblia, para a apreciar de uma maneira nova”, lendo “alguns dos seus livros, os menos conhecidos e também os mais notórios, como os Evangelhos”.

“Muitos cristãos deixaram de ler a Bíblia e têm dela um conhecimento muito limitado e superficial”, salientou o Papa, que fez votos para que uma “leitura continuada” do texto sagrado para os cristãos possa tornar-se um “enriquecimento cultural” e “nutriente do espírito, capaz de alimentar o conhecimento de Deus e o diálogo com Ele, a oração”.

Em agosto, mês em que os encontros públicos vão decorrer em Castel Gandolfo, Bento XVI pretende apontar “alguns aspetos de caráter espiritual e concreto” que lhe parecem “úteis não só para quem vive – numa parte do mundo – o período de férias estivais, mas também para todos aqueles que estão empenhados no trabalho diário”.

“Não somos feitos só para trabalhar, mas também para pensar, refletir ou simplesmente seguir com a mente e com o coração” uma história na qual “em certo sentido nos ‘perdemos’ para depois nos enriquecermos”.

Alguns dos textos da “pequena ‘biblioteca’” que é a Bíblia “permanecem quase desconhecidos para a maior parte das pessoas”, disse Bento XVI, que recordou textos “muito breves” como o livro de Tobias, “uma narrativa que contém um sentido muito elevado da família e do matrimónio”.

Continuando a referir-se a textos curtos do Antigo Testamento, aludiu ao livro de Ester, “no qual a rainha hebraica, com a fé e a oração, salva o seu povo do extermínio”, e ao “ainda mais breve” livro de Rute, narrativa de “uma estrangeira que conhece Deus e experimenta a sua providência”.

“Estes pequenos livros podem ler-se por inteiro numa hora”, frisou o Papa, que também destacou “obras-primas” de leitura exigente, como Job, que se detém sobre “o grande problema da dor inocente”, e Qohélet, também conhecido como Eclesiastes, que manifesta com “desconcertante modernidade” o “sentido da vida e do mundo”.

Bento XVI mencionou igualmente o Cântico dos Cânticos, “admirável poema simbólico do amor humano”, tendo passado seguidamente para o Novo Testamento, conjunto de obras “mais conhecidas” e com géneros literários “menos diversificados”.

No discurso que proferiu diante de centenas de fiéis, o Papa salientou a “beleza” da leitura “seguida” de um dos quatro Evangelhos, bem como dos Atos dos Apóstolos ou de uma das cartas que compõem a segunda parte do Novo Testamento.

Na alocução em língua portuguesa, o Papa saudou “de modo especial” os portugueses de Vidigueira e do Porto:

Queridos peregrinos de língua portuguesa sede bem-vindos!
Saúdo de modo especial os portugueses vindos de Vidigueira e do Porto, bem como os brasileiros vindos de Fortaleza. Não deixeis de aproveitar os momentos de descanso para redescobrir na leitura da Bíblia um enriquecimento cultural e, sobretudo, um alimento para os vossos espíritos. Que Deus vos abençoe!
_______________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
Fones (81) 8645-1475 - 9495-1820
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Nenhum comentário:

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...