Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Centro cultural Calouste Gulbenkian, no Rio de Janeiro, apresenta África Diversa


Praia de Copacabana recebeu grupos de congados na abertura do África Diversa, a decorrer até dia 22 no Centro Cultural Calouste Gulbenkian.

Rio de Janeiro - Exposições, shows, mostra de cinema, lançamento de livros, seminário e palestras fazem parte do África Diversa-1º Encontro de Cultura Afro-Brasileira. Um conjunto de eventos culturais que começam nesta segunda-feira (18), no Rio de Janeiro, e vão até ao dia 22 no Centro Cultural Calouste Gulbenkian, da prefeitura carioca.

No domingo, numa pré-estreia do África Diversa, dois congados desfilaram na orla da Praia de Copacabana, zona sul do Rio. Representantes de duas gerações da Festa do Rosário da cidade mineira de Oliveira, designadamente a Guarda de Moçambique de Nossa Senhora das Mercês e o Congo de Nossa Senhora do Rosário apresentaram ao público do Rio uma mostra dessa manifestação cultural e religiosa, que mescla cultos católicos com africanos, por meio da música e dança.

“A ideia é gerar o diálogo entre os diferentes trabalhos de artistas e grupos, entre tradição e contemporaneidade, entre o Brasil e a África”, disse a produtora cultural Danielle Ramalho, curadora do evento.

Segundo ela, “todos os artistas e grupos envolvidos com a realização do evento já têm um trabalho de continuidade com a temática afro-brasileira. Obviamente, dentro de um ano estipulado pela Unesco como o Ano Internacional dos Afrodescentes, esse trabalho fica mais fortalecido e obtém uma receptividade muito maior”.

Com curadoria do escultor, pintor e museólogo Emanuel Araújo, diretor do Museu Afro-Brasil, de São Paulo, as exposições "Há várias Áfricas do lado de lá do Atlântico" e “África Ancestral e Contemporânea-As Artes do Benin serão abertas, respectivamente, hoje e na terça-feira (19), às 19h, no Calouste Gulbenkian. A primeira exibe esculturas de diferentes povos africanos, que retratam ritos religiosos e conta com uma sala dedicada os bijagós, povo da Guiné-Bissau que veio para o Maranhão, no começo do século 19, como mão de obra escrava.

Já a segunda mostra permitirá ao público carioca conhecer a cultura do Benin, por meio de obras criadas a partir do século 15 até os dias de hoje, abrangendo tapeçarias, pinturas, esculturas e fotografias. As informações são da ABr.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Nenhum comentário:

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...