Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cosme é atração da Expocatólica 2011

O cantor Cosme será uma das atrações da Feira Expocatólica 2011. O músico apresenta o show Pipocando a Alegria, na quinta-feira (07/7).

Segundo a comissão organizadora do evento, Cosme deve subir ao palco às 5h da tarde. No repertório, grandes sucessos da carreira do cantor, como Marchando para o Senhor, Homenzinho Torto, Me Faz Novo e Cante, Dance, além de canções do seu mais recente trabalho, como Pipoca, Dança do Esquisito e Meu Amigo João.

Uma das maiores feiras de artigos religiosos da América Latina, a Expocatólica acontece entre os dias 7 e 10 de julho, no Pavilhão Verde do Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

Fonte: Codimuc
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

2º Festival da Sopa na missão de Pedreira/SP


O 2º Festival da Sopa acontecerá no dia 02 de julho, no salão da Matriz Santana em Pedreira a partir das 19h.

Adesão tem o custo de R$ 12,00 reais, para se servir a vontade. Serviremos 4 sabores de sopa que acompanha torradas e queijo ralado.

Tudo num ambiente familiar e muito agradável.

Programa imperdível para toda a família!!!

Vendas de adesão no local. Sorteio de brindes durante a noite.

Maiores informações no telefone (19) 3893 6573 ou 8176 12 77
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Adriana - Pra te Adorar - 15 Anos da CODIMUC



DVD dos 15 anos da gravadora CODIMUC

No dia 20 de abril de 2005, a Codimuc realizou no Credicard Hall, em São Paulo, um mega evento denominado Um Só Coração, em comemoração as seu 15º aniversário. O objetivo do evento foi premiar e reverenciar pessoas e personalidades importantes para a gravadora, que ajudaram a construir sua imagem e juntos viveram a verdadeira unidade da nossa igreja. A concretização do evento foi marcada por atos e gestos de perdão e reconciliação. Inclui a canção inédita "Peregrino do Amor". Todos poderão comemorar juntos em Um Só Coração.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Não perca Marília Mello na Academia do Som (Canção Nova)

SD5, banda de rock católico de Cruzeiro - SP

Projeto Ouvir o Novo (Católica)

Deus sempre tem plantado a semente nos corações de jovens músicos católicos, chamando-os para compor o seu exército de evangelizadores. E a história não foi diferente para o grupo SD5. Com o intuito de evangelizar jovens da comunidade através da musica, com um som que fala a linguagem da maioria da garotada: o Rock cristão, a exemplo de tantas bandas famosas no gênero, nasce então a banda SD5, no ano de 2007. Este projeto dos jovens músicos já existia anteriormente, mas a banda ainda não havia se definido.

Ainda sem um CD de trabalho, o grupo prefere, no momento, entrar em oração e esperar que Deus toque em seus corações e lhe inspirem canções evangelizadora. A idéia da opção pelo Rock Cristão, tem como  propósito de não ficarem presos somente entre as paredes da Igreja e sim ir onde a igreja não pode ir, procuramos quebrar a barreira do preconceito quando se fala em música Cristã. Hoje, a Igreja católica já tem uma abertura e vai em busca de jovens evangelizando em diversos ritmos: sertanejo, samba, axé.

FORMAÇÃO:
Ronei Rodrigues - Guitarra
Edmar Rodrigues - Guitarra/Violão
Rick - Bateria
Fafá - Voz

Acima de tudo e de qualquer crença, pregamos JESUS CRISTO!!! "Rock não é uma Religião, Rock é um estilo musical"

Contato: Ronei ou Fabricio (12) 97493313 - 3145-2110
Para ouvir SD5: PalcoMP3 - MySpace
Acesse o blog da banda SD5
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Marília Mello em entrevista ao vivo na Rádio Ideia FM

Rádio FM Idéia
 
Rádio FM Idéia

Ir. Kelly Patrícia dedica-se à evangelização dos jovens


Por Moisés Nazário (Jovens Conectados)

Irmã Kelly Patricia é uma jovem freira tímida e humilde, intensamente dedicada à vida de oração. Mas é também uma cantora com carreira longa e premiada – em maio, foi escolhida a melhor cantora católica do Brasil, vencendo o troféu Louvemos o Senhor, concedido pela TV Século XXI. Irmã Kelly Patrícia agora se prepara para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Madri, em agosto, quando se apresentará durante o Festival da Juventude.

- É com muita alegria que vamos participar representando o Brasil na Jornada. A minha expectativa é de que realmente Nosso Senhor nos use para animar o coração do jovem para a busca de Deus. Desejamos também poder receber essa grande riqueza de culturas variadas. A minha expectativa é de cumprir o que Deus me chamou a fazer. Se ele me chamou a ir para a Jornada, aí vamos nós – contou ela aos Jovens Conectados neste último sábado (18/6), após fazer um show em Brasília.

Irmã Kelly Patrícia nasceu em Fortaleza, onde vive até hoje. Lá ela fundou, junto com Irmã Jane Madeleine, o Instituto Hesed de Vida Consagrada, em 1998, com espiritualidade carmelita, inspirada em São João da Cruz e Santa Teresa de Ávila – santos espanhóis que assinam muitas das letras cantadas por ela.

- Será uma grande alegria cantar no país deles – disse.

“Busca de Deus”, seu trabalho mais recente, mostra a sua nova missão: a evangelização da juventude. Com canções mais pop, rocks leves e até um suave reggae, o CD fala sobre as ânsias e as esperanças dos jovens.

- A intenção é evangelizar os jovens para que conheçam o nosso Senhor, para que conheçam essa formosura que é o Deus que nos criou e que nos quer para si. A intenção é também que aqueles que já conhecem venham participar conosco, que se inflamem mais ainda nesta busca de Deus numa caminhada até o céu.

Para a freira, os jovens procuram Deus, procuram o sentido de sua vida:

- Deus quer que todos sejamos felizes e o homem só pode ser feliz com Deus. No período da juventude, os nossos desejos são tão mais aguçados, queremos tantas coisas... O objetivo deste novo CD é tentar orientar este desejo. E qual o desejo principal que está no coração do homem? O ser humano só  pode se realizar nesse desejo, que é o desejo de Deus. A busca de Deus é para este fim, para sermos jovens realizados.

20 anos de carreira

A paixão de Irmã Kelly Patrícia pela música começou a aflorar cedo: aos 15 anos, já cantava nas missas da paróquia Jesus Maria e José, na capital cearense. Em 1991, gravou uma série de quatro fitas-cassete com músicas inspiradas nas letras dos evangelhos e dos escritos de São João da Cruz e de Santa Teresa de Ávila. A iniciativa foi bem recebida e em 1996 foi gravado o primeiro CD, Melhores Momentos, reunindo algumas das músicas dessas fitas. Daí em diante, Irmã Kelly Patrícia nunca mais parou de cantar. E mais do que conciliar o trabalho artístico com os deveres religiosos, ela busca fazer desse trabalho uma forma de evangelização, pois acredita que a música chega mais fácil aos coração das pessoas.

O show que apresentará em Madri é centrado nas canções do novo CD e tem a participação de dançarinos de street dance, além de alguns duetos com outros integrantes do instituto Hesed – seguindo os passos de sua fundadora, as irmãs Maria Joana e Teresa Michaela e o Irmão Bento Miguel também cantam.

Discografia de Irmã Kelly Patrícia:

CDs musicais:

1996: Melhores Momentos
1998: Passos no Silêncio
2000: Et Verbum
2002: Em uma Noite Escura
2004: Só Deus Basta
2007: Viver de Fé
2009: Verbi Sponsa
2010: Busca de Deus

CDs de oração:

2003: Ofício da Imaculada  Conceição
2003: O Santo Rosário
2010: Terço da Misericórdia

Para saber mais:

Instituto Hesed
Irmã Kelly Patrícia (Twitter: @IrKellyPatricia)
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

terça-feira, 28 de junho de 2011

Estamos no twitter


CD da banda Conexa chegará ao mercado em julho

Jovens cristãos usam o rock para evangelizar

“Seja de Deus sendo você mesmo!”. Este é o recado que a banda Conexa quer transmitir aos jovens neste seu primeiro CD, que traz doze músicas inéditas em estilo pop rock.

O álbum registra as diversas etapas pelas quais o Conexa passou, desde a primeira música, Sou Jovem, composta em 2006, até Real Motivo, que representa bem a musicalidade da formação atual do grupo: nasceu como um canto de adoração e ganhou uma roupagem nova, com ritmo mais agitado, marcado pelas guitarras.

Não só os arranjos, mas também as letras das músicas, escritas pelo vocalista Pitter Di Laura, chamam a atenção pela conexão que estabelecem com a realidade dos jovens. Elas são fruto de uma espiritualidade que une música e evangelização, com o objetivo de mostrar à nova geração que agora é o momento de nos mobilizarmos para dar testemunho de Deus, cada um à sua maneira, com sua linguagem e seu jeito de ser.

O trabalho conta com a participação especial de Dunga (na faixa Bola pra frente), Eliana Ribeiro (em Bem Maior) e Rinaldo Rosa (guitarra, na faixa Não Sei).

Quem é a banda Conexa

O Conexa é um ministério de música composto por Pitter (vocal e guitarra base), Filipe (baixo), Du (guitarra solo), Gabriel (bateria) e Lucas (violão e vocal), todos eles ligados à Comunidade Canção Nova: Pitter é missionário, Filipe é filho do missionário Dunga, Du é filho do missionário Ricardo Sá e os irmãos Gabriel e Lucas têm como pai o missionário e diácono Nelsinho Corrêa.

Além de cantar e tocar juntos, os integrantes estão conectados entre si por uma longa amizade, que fica evidente nas letras de suas músicas. O nome Conexa surgiu exatamente dessa união, dessa conexão que eles desejam incentivar entre todos os amigos, entre os irmãos e, principalmente, entre os jovens e Deus. Para isso, o Conexa propõe como link a evangelização por meio do pop rock.
O Conexa está em atividade com a formação atual desde 2010. Para saber mais sobre o grupo, acesse: blog.cancaonova.com/bandaconexa

Ficha Técnica
Título: CD Conexa
Artista: Conexa
Preço: R$17,90
Faixas: 1.Sou Jovem; 2.Por aí; 3.Real Motivo: 4.Procuro  seus Passos; 5.Conte comigo; 6.Mais que eu; 7.Não sei;  8.Bolo pra frente; 9.Amar pra valer; 10.Bem maior; 11.Minha rima; 12.Exército de Cristo (Tsebayoth).
Faixas de trabalho: Sou Jovem e Real Motivo
Ano de lançamento: 2011
Prev. de Disponibilidade: Julho
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Músicos participam de encontro em São Paulo

Bandas e cantores da Codimuc participaram de um encontro que reuniu mais de oitenta músicos e cantores em São Paulo  (SP). Promovido pelo Setor Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o evento aconteceu na última terça-feira (21/6), nos estúdios da gravadora Paulinas-Comep.

Da Codimuc, estiveram presenteses as bandas Anjos de Resgate, Iahweh, A.U.B., Beatrix e Canal da Graça, além dos cantores Nando Mendes e Kennia. Também marcaram presença os cantores Dalvimar Gallo, Eliana Ribeiro, Flavinho, Ítallo Villar, Laércio Oliveira, Davidson Silva, Dunga, Eros Biondini, Aura Lyris e as bandas, Vida Reluz, Adoração e Vida, Ceremonya, Dupla DDD, Exalta Cristo, entre outros.

Coordenado pelos padres Sávio e Joãozinho, scj, o encontro teve participação do Pe. Zezinho, scj, que ministrou uma palestra para os músicos. Entre outros assuntos, o padre falou sobre a necessidade dos compositores submeterem suas letras à correção. Ele falou ainda sobre a missão do músico, que não deve cantar apenas suas experiências, mas também dar voz à dor dos outros, especialmente os injustiçados e os que sofrem.

Após a palestra, os cantores presentes gravaram uma canção juntos, marcando o clima de unidade dos músicos com a Igreja. Um segundo encontro está previsto para o mês de novembro.

Fonte: Codimuc
Foto: André Simão

_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

"Bote Fé": músicos católicos se unem pela evangelização da juventude

Por Fernando Geronazzo

Fotos: Rejane Souza


Nos últimos dias, a expressão “Bote Fé” tem gerado curiosidade nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, muitos músicos católicos postaram frases usando a tag “#BoteFé”. Afinal de contas, qual é o significado do uso dessas palavras?

Trata-se de uma grande campanha promovida pela Comissão Episcopal Pastoral para Juventude da CNBB, em parceria com dioceses, pastorais, movimentos eclesiais, novas comunidades e gravadoras católicas. O principal objetivo desta campanha é chamar a atenção dos brasileiros para a importância da evangelização da juventude.

Dentro das iniciativas desse projeto está um encontro realizado no dia 21, na sede da gravadora Paulinas-Comep, em São Paulo, com mais de 80 músicos católicos de expressão nacional, que manifestaram que "botam fé" na juventude do Brasil. Nomes e vozes católicas conhecidas se uniram num só coro para cantar "Bote Fé".

Formação

O encontro histórico foi um momento de partilha entre os artistas e missionários da música, mas também uma oportunidade de formação. Dom Eduardo Pinheiro da Silva, bispo auxiliar de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, apresentou aos músicos como é organizado o trabalho da Igreja junto aos jovens no Brasil.

Dom Eduardo também recordou as várias conquistas do Setor Juventude da CNBB, desde a publicação do Documento 85, sobre Evangelização da Juventude, em 2007, até a própria aprovação da criação da Comissão para a Juventude, na última assembléia geral da CNBB, em maio. Outra conquista foi a escolha do tema “Fraternidade e juventude” para Campanha da Fraternidade de 2013.

Especificamente aos músicos, o bispo destacou a preocupação da CNBB para que os cantores e compositores trabalharem em suas músicas temas que favoreçam o encontro entre os jovens, bem como a necessidade de expressar em suas canções as diferentes obras sociais que os próprios jovens realizam na Igreja. “A Igreja Católica faz muitas coisas bonitas para a sociedade e para cultura e às vezes não comunicamos isto”, afirmou.

O assessor nacional da Juventude, padre Carlos Sávio da Costa Ribeiro, também ressaltou que este momento privilegiado pelo qual passa a evangelização da juventude no país é confirmado pelo recorde de participação brasileira na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Madri, entre os dias 16 e 21 de agosto. O número de brasileiros inscritos já passou de 12 mil. Só de bispos mais de 60 confirmaram a participação no maior evento católico do mundo.

Para o padre Sávio, a campanha “Bote Fé”, também tem o objetivo da dar continuidade à graça que a juventude brasileira viverá na JMJ, quando todos os jovens serão enviados pelo Papa Bento XVI para anunciarem a boa nova em seus países.

O momento formativo também contou com a presença do padre José Carlos Sala, assessor de música litúrgica, da Comissão Episcopal de Liturgia da CNBB, que também participa desse projeto. Ele lembrou que o Papa Bento XVI recentemente recordou seu predecessor Paulo VI, ao definir os artistas como “anunciadores e testemunhas da esperança para humanidade e guardiões da beleza”. “A liturgia é o espaço privilegiado de beleza e quanta beleza é comunicada através da música litúrgica”, ressaltou o padre, que agradeceu, em nome da CNBB, ao trabalho dos músicos e os motivou a produzirem sempre mais músicas que privilegiem o rito e os textos bíblicos com uma sólida fundamentação teológica. “Nunca devemos descuidar da formação. O artista que pensa que está pronto já morreu”, salientou.

O padre Joãozinho, cantor e compositor famoso, foi convidado pela Comissão para a Juventude para a missão de promover a unidade entre as diferentes expressões da música católica neste projeto de evangelização da juventude.

Para ele, este encontro foi um verdadeiro “milagre de comunhão”. Ele contou que a maneira mais fácil para reunir esses cantores foi pelas redes sociais, sobretudo o Twitter. “Na verdade, nós já estávamos conectados, mas não estávamos interconectados. Não estávamos todos organizados em comunhão de Igreja convocados pela CNBB.

Um sonho realizado

Certamente quem mais sonhou com a concretização de um momento como esse, no qual diferentes músicos católicos do país estivessem juntos para um momento de partilha, foi aquele que é considerado o precursor da chamada música católica de mensagem no Brasil, padre Zezinho.

“Seria lindo se tivéssemos todos os anos um encontro como este entre os cantores da fé. Para fazermos o que experimentamos aqui. Um passa para outro suas preocupações. Um criticando o outro e elogiando o outro”.

Padre Zezinho ressaltou a importância dos músicos católicos na missão da Igreja, uma vez que eles podem chegar, por meio de suas canções, aonde os pregadores e catequistas muitas vezes não chegam.

O músico com mais de 40 anos de carreira e ministério não deixou de dar o seu conhelho de pai, ressaltando que os jovens músicos privilegiam aquilo que a Igreja tem de melhor que é o louvor. Porém, segundo padre Zezinho, “a Igreja também prega a doutrina, o sofrimento, a cruz, a solidariedade, a salvação do próximo, a transformação da sociedade”. “Isto não está nas canções”, chamou a atenção.

Para o cantor e compositor, missionário da Comunidade Canção Nova, Dunga, este encontro foi um momento único para a música católica. “A festa que estamos fazendo entre nós, esta fraternidade e esta emoção é muito especial. Sempre nos encontramos no aeroportos pelo Brasil a fora, mas nunca temos um tempo maior para nos relacionarmos. Aqui é a oportunidade de um mergulho na amizade na alegria.”

“Foi um presente de Deus para mim. Fiquei muito feliz de ver a música católica dando estes frutos maravilhosos. Acho que não foi um sonho só do padre Zezinho, mas de muitos de nós”, relatou a cantora Olívia Ferreira, que participa do projeto Louvor Acústico.

Para o cantor e compositor Walmir Alencar, do Ministério Adoração e Vida, o encontro foi um momento de muita emoção. “Quando eu ouvi o timbre de todos os cantores cantando juntos eu fiquei arrepiado. Eu cheguei a relatar ao padre Joãozinho que talvez esta seja a única vez que conseguimos tirar um timbre assim. A graça que Deus derramou sobre nós nesse dia foi única”.

O cantor mineiro Eros Biondini também se emocionou com o encontro. “Acredito que dentro da proposta de nova evangelização já apresentada pelo Papa João Paulo II , a música se encaixa como uma luva. A música católica que nós cantamos é a trilha sonora da nova geração, dessa história de salvação, de manifestação da fé de um povo que realmente abriu seu coração para Cristo”, disse.

Bote Fé em São Paulo

Dentro desse projeto de evangelização estão previstos grandes eventos. O primeiro deles será na cidade de São Paulo, no dia 18 de setembro, com a participação de muitos desses cantores católicos em uma grande celebração eucarística em um local a ser definido.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Show Enconttro com Rosa deSaron

Maninho - CD Abrindo o Tempo


Por: Bruno Camurati

O sol volta a brilhar no campo das belas e ousadas composições da música católica, uma vez que Maninho lança mais um CD de obras-primas. Abrindo o tempo traz maturidade, poesia e instrumental lindamente arranjado, trazendo uma nova luz sobre as verdades de nossa vida.

O músico e médico gaúcho, residente em Veranópolis-RS, apresenta neste CD sua percepção sobre este novo dia, bastante inspirado por sua recente paternidade. É perceptível uma luz esperançosa através das composições.

Começa com Onde tudo é simples, que fala de um Deus amoroso e simples. É seguida por Filhos, uma música que descreve vontades e desejos do pai para o filho de forma sublime, um dos grandes destaques do CD. Maltrapilho, composição em parceria com Bruno Camurati, aqui vem num arranjo rebuscado e belo, e com participação de Marcelo Franco, reafirmando a certeza do Amor. Gota d'água fala das dificuldades com poesia e arranjo pop interessante, e O Mapa - composição já conhecida de Maninho - é rearranjada com a participação de Pe. Fabio de Melo.

Para desentristecer, Cicatriz e Possibilidades surgem com frescor e leveza nesta manhã de Maninho, enquanto Quando amanhecer, Minha Alegria e Um sentimento só são brisas suaves e ainda sorridentes, que na leveza nos falam de coisas de Deus. Abrindo o tempo ainda traz duas regravações, Vieste, de Ivan Lins e Soy pan, soy paz, soy más, de Piero, que ganham verdade e beleza nessa interpretação.

Um Deus belo, amoroso e singelo, refletido na manhã do nosso dia e em nossa humanidade. Este é o centro de Abrindo o tempo, que deve ser ouvido repetidas vezes, a fim de conhecermos cada vez mais profundamente o talento, a verdade e a arte deste ourives da nossa música, o nosso Maninho.

Fonte: CD Cristão Mega Store
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

segunda-feira, 27 de junho de 2011

2º "ArquidioFest" - Festival de Música Católica da Arquidiocese de São Paulo


Olá amados Filhos de Deus! Vem aí o 2º "ArquidioFest" - Festival de Música Católica da Arquidiocese de São Paulo. Inscreva a música do seu ministério de música! Venha viver uma NOVA experiência de amor com Deus. Prepare o seu coração compositor, apresente na unção a canção do seu ministério de música!

O Regulamento do Festival e as inscrições devem ser feitas através do site http://www.rccsaopaulo.com.br/. Ou http://www.rccsaopaulo.com.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=638:qpor-causa-de-tua-palavra-lancaremos-o-canto-novoq&catid=58:eventos-&Itemid=136

O material relatado no Regulamento deve ser enviado até 29/07/2011 para:

Escritório Arquidiocesano da RCC em São Paulo/SP. A/C Michele
Largo Padre Péricles, 34 - São Paulo/SP - Brasil - Cep: 01156-040.

Realização:

Ministério de Música e Artes Arquidiocese de São Paulo/SP
Contato: Jerffson Marques
Coordenador Ministério de Música e Artes da Arquidiocese de São Paulo
(011) 8183 - 2499
(011) 3981 - 3308
jerffsson@hotmail.com

Ministério Anjos da Glória
www.anjosdagloria.com.br
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Bandas brasileiras contam suas expectativas para a JMJ em Madri

Católicos do mundo todo esperam ansiosamente pela Jornada Mundial da Juventude que acontecerá entre os dias 16 e 21 de agosto, em Madri, na Espanha. As bandas brasileiras que se apresentarão na JMJ 2011: Dunga, Rosa de Saron, Dominus, Irmã Kelly Patrícia e a Comunidade Católica Shalom, estão acertando os últimos detalhes para representar bem a juventude e a música católica do país.

Para o veterano de JMJ, Dunga, as jornadas representam o encerramento e o ponto de partida para um novo ciclo da Igreja. “A jornada mundial é uma injeção do sangue de Cristo em nossas veias. Voltamos para casa com o ardor renovado”, salienta o cantor e missionário da Canção Nova.

Nas quatro que participou, Dunga pôde ver sempre que a JMJ é uma expressão do amor recíproco entre a juventude e o Papa, independente de quem ele seja, João Paulo II ou Bento XVI.

“A JMJ foi uma bela herança de João Paulo II deixada a Bento XVI. Temos que lembrar que Bento XVI esteve por 24 anos ao lado de João Paulo II. Os dois são muito íntimos e agora temos João Paulo II como beato intercedendo por nós. Vejo no Papa Bento XVI o mesmo amor pela juventude, assim como vejo o mesmo amor da juventude para com o Papa”, destaca Dunga.

Ver esse amor recíproco entre a juventude e o Papa, para Dunga, é um sinal da solidez da Igreja que renova sua fé de geração em geração.

“Nossa Igreja tem esse diferencial, independente do Papa que tenhamos, sabemos que ele é o Sucessor de Pedro, assim temos a certeza de sermos conduzidos pelo próprio Deus”, enfatiza o missionário da Canção Nova.

Para o músico de 47 anos, ser convidado para cantar pela quinta vez numa JMJ é um prêmio que coroa uma missão evangelizadora de sucesso.

“Meu ciclo também está se fechando. Eu tenho 47 anos e talvez essa seja a minha última jornada fora do país. Eu vejo que a Canção Nova tem outros como o Adriano, Emanuel, Pitter, Banda Conexa e a Banda Amor e Adoração que poderão assumir essa responsabilidade que eu assumi por muito tempo”, afirma Dunga.

A felicidade de ver novos jovens da Canção Nova e do Brasil começando a fazer o trabalho de evangelização por meio da música, para Dunga, é um prazer e “um gozo espiritual muito grande”.

Estréias na JMJ

Já para os novatos em JMJ da Banda Rosa de Saron, estar no maior evento de música católica no mundo é também um presente e uma responsabilidade.

“Sabemos da responsabilidade de estar lá e representar toda a juventude brasileira através da música. É um presente, um reconhecimento e também uma oportunidade de servir”, salienta o baixista e fundador da banda, Rogério Feltrin.

Depois dos anos de trabalho, a Banda Rosa de Saron recebeu até uma indicação ao Grammy Latino, uma das maiores premiações de música no mundo. Mas para os rapazes serem reconhecidos pela Igreja é algo mais que especial. “Estamos extremamente honrados, pois o convite vindo da CNBB [Conferência Nacional dos Bispos do Brasil] é uma espécie de aval para o nosso trabalho”, enfatiza Rogério.

A banda prepara músicas em outros idiomas, como em inglês e espanhol, para o show na JMJ a fim de envolver todos os jovens e mostrar o potencial da música católica brasileira.

“Não sabemos os frutos disso, estamos trabalhando e entregando a Deus para que Ele nos use da melhor maneira possível. Será uma experiência única. Como evangelizadores estamos semeando para depois colher como Deus pensar”, diz o baixista.

Quem se apresenta também na JMJ de Madri é a Irmã Kelly Patrícia e o Instituto Hesed. Para a freira o convite foi uma surpresa e uma delicadeza de Deus que ela recebe com muita alegria.

O repertório escolhido pela Irmã para a apresentação musical foi aquele do CD “Busca de Deus”.

Para a religiosa que cresceu numa família apaixonada por música esta apresentação na JMJ de Madri trará uma grande contribuição para seu crescimento musical e espiritual.

“Cada pessoa que a gente conhece na nossa história de vida tem a contribuir. Deus usa sempre de todos os meios para comunicar Sua bondade e Seu amor. Cada pessoa é uma riqueza, é um mundo insondável, é um mistério. Temos sempre que aprender com as pessoas, ainda mais com uma pessoa de uma cultura diferente, de um estilo de vida diferente... Vou muito aberta a isso, a aprender com todos. E todos nós músicos, das diversas partes do mundo e do Brasil, vamos partilhar dos nossos dons”, ressalta Irmã Kelly Patrícia.

Fonte: Canção Nova



_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Encontro em São Paulo reúne músicos católicos

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Comprar Guitarra com Braço Parafusado ou Colado?


Um dos maiores “mitos” que rondam o Universo dos Guitarristas Iniciantes é: braço parafusado significa fácil e barato; braço colado significa difícil e caro. Aí que vem a dúvida, Compro Guitarra com Braço Parafusado ou Colado?

Os ditos entendidos de guitarra sempre enchem o peito para dizer: “Guitarra com braço colado é muito melhor”. Mas não, não é mesmo. Braço Colado e Braço Parafusado são modelos diferentes de guitarra.

É claro, se você quer o projeto mais simples, funcional e econômico de guitarra, o braço parafusado é o mais indicado. O que poucos sabem, no entanto, é que também é mais fácil e barato fazer uma guitarra funcional de braço colado, porém nada espetacular, do que construir um modelo de braço parafusado realmente notável. Se bem realizados, esses dois tipos de construção oferecem timbres distintos e necessitam manutenção diferente.

Pergunta: se você gastar 3.000 reais em uma guitarra de braço parafusado e o mesmo valor em um modelo de braço colado, qual será o melhor instrumento? Na verdade, essa é uma pergunta sem propósito. Vamos descobrir por quê.

Hoje em dia, esses dois designs distintos são utilizados por diversos fabricantes, mas na metade do século passado a situação era diferente: guitarras de braço parafusado eram feitas pela Fender e guitarras de braço colado eram construídas “pelas fábricas restantes”, com destaque para a Gibson, Gretsch e Epiphone e outras empresas de Chicago que entraram no mercado a partir de 1950. Foi nessa época que Leo Fender lançou a Broadcaster, que não foi somente a primeira guitarra de corpo sólido como também a primeira a contar com braço parafusado.

Timbres Diferentes

Genericamente falando, o braço colado transmite a ressonância entre o braço e o corpo de madeira mais consistente e instantânea do que o parafusado. O resultado é um pouco mais de calor e corpo no som desse tipo de instrumento, enquanto modelos de braço parafusado têm timbres mais estalados e brilhantes.

A menos eficiente e mais lenta transferência de energia acústica nos braços parafusados produzem mais ataque e um som estalado de cordas – essencialmente, essa construção separa o som das cordas do braço e do corpo. Por outro lado, a transferência direta de energia por meio do braço colado proporciona um timbre mais consistente e suculento. A junção mais precisa do braço colado ao corpo facilita a vibração das freqüências por todo o instrumento, encorpando a nota – uma qualidade bem-vinda se você procura um instrumento com som mais parrudo e maior sustain.

Por outro lado, o brilho e o som estalado da guitarrada de braço parafusado enfatizam a definição da nota, contribuindo para um timbre cortante. Apesar de menor ressonância no corpo – e conseqüentemente um timbre menos cheio –, o ataque salta do instrumento com menos influência da madeira, diferentemente do que acontece nos modelos de braço colado. O corpo da nota aparece apenas após a percepção inicial da nota, depois que o ataque cortante deixa sua marca. Pense no som clássico do captador do braço da Stratocaster. Há calor e ressonância ao redor da nota, mas ao palhetarmos com convicção, surge também um som estalado e definido.

A eficiência – ou a falta dela – da transferência de energia se deve à qualidade da junção do braço nos modelos parafusados. Há fabricantes que acreditam que um encaixe parafusado bem executado pode alcançar a vibração e ressonância de um braço colado.

Porém, nem todos os guitarristas querem que seu instrumento parafusado soe como um modelo de braço colado, e o som cortante e estalado derivado de ausência de contato entre braço e corpo – algo inevitável quando não há cola para unir as partes – é um elemento desejado e positivo para certos estilos musicais. Guitarristas que procuram um som mais redondo e fluido para solos ou bases mais pesadas e encorpadas ou timbres aveludados de jazz tendem a procurar instrumentos de braço colado – mesmo que não haja uma regra universal para cada estilo ou sonoridade.

Braço Colado x Braço Parafusado

Assim como há diferenças entre os modelos parafusados, já vários tipos de modelos colados. A Gibson utilizou diferentes tipos de encaixe ao longo dos anos. A mais venerada é a junção macho-fêmea do tipo longo – que era aplicada nas primeiras Les Paul. Esse design tinha um longo encaixe – no final do braço, que era fixado firmemente e colado ao apoio do corpo. Quando a Gibson mudou sua fábrica de Kalamazoo, Michigan, para Nashville, no Tennessee, em meados dos anos 1970, os braços passaram a utilizar um encaixe mais curto. Esse design era também chamado de “rocker joint” (imagem ao lado), porque a parte inferior do encaixe era talhada para que o braço fosse inserido com a angulação certa no apoio do corpo. Isso significa que uma porção maior da parte posterior do braço não fica colada ao corpo, e assim a superfície de junção do corpo com o braço diminui. Ninguém discute a qualidade de uma Les Paul original de 1959 – ou uma reedição construída pela Gibson Custom Shop –, mas muitas Les Paul de construção de encaixe curto têm som fantástico. A Gibson usou outros encaixes em diferentes modelos. Por exemplo, a Les Paul Junior de um cutway apresenta um bloco de junção, que tem largura igual ao braço e se estende até o final da escala. Outros fabricantes utilizaram uma junção no formato “rabo-de-andorinha”, com bloco que se encaixa a um berço com laterais anguladas.

Assim como acontece quando confrontamos braços colados e parafusados, a comparação de os diferentes tipos de junção de braço colado não é uma questão de melhor ou pior. É claro, muitos outros aspectos de construção influem na dicotomia clássica “Gibson versus Fender”. O corpo de mogno, braço com headstock angulado para trás, ponte Tuno-o-matic, escala de 24¾” e captadores humbuckers (ou P-90, em alguns casos) da Les Paul contribuem para um som mais cheio e aveludado. O corpo de ash ou alder, braço de maple, ponte flutuante com alavanca (sou semiflutuante, no caso da ponte de Tele), cordas que atravessam o corpo, escala de 25½” e captadores single-coil colaboram para o som brilhante e cortante da Stratocaster.

Considerações tonais à parte, os braços parafusados – conforme as intenções originais de Leo Fender – oferecem uma manutenção mais fácil, algo apreciado por muitos músicos e técnicos. A angulação está ruim? Tire o braço, coloque um calço e fixe-o novamente. O braço empenou? Encomende um novo e troque você mesmo. Esse trabalho necessita de alguma habilidade específica, mas é muito mais fácil de realizar do que em um braço colado.

Diferentes encaixes de braço contribuem para diferentes sonoridades nas guitarras, mas o design escolhido deve estar de acordo com o que é certo para você e para sua música, ah e também para o seu bolso.

Visite a loja de Guitarras: http://www.mundomax.com.br/guitarras


Fonte: Revista Guitar Player
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Banda Geração 7.7 (Cruzeiro - SP)

Projeto Ouvir o Novo (católica)



Formada por 5 membros em cima dos palcos – Nelci (Vocalista) – Everton (Tecladista) – Juliano(Guitarrista) – Henrique(Baixista) – Marcelão(Baterista) – a Banda Geração 7.7 é uma Banda Jóvem, que vêm Incendiando o público com toda unção do Espirito Santo por onde passam. Com um estilo irreverente os Meninos da Cidade de Cruzeiro interior de São Paulo buscam levar a palavra de Deus as pessoas através da música, alegria e oração não somente em cima dos palcos, mas em todo e qualquer lugar por onde passam.

O nome Geração 7.7 surgiu em maio de 2008 quando veio o cd O Chamado, primeiro album da banda e precursor de tudo isso que é hoje a Banda Geração 7.7. O nome veio através de uma inspiração de toda a banda depois de muita oração, o primeiro 7 significa DEUS, já que na Bíblia 7 significa o número da perfeição o número de Deus ou seja GERAÇÃO DE DEUS já o conjunto 7.7 surgiu da passagem de Mateus 18 - 21 (Quantas vezes perdoar) onde Jesus nos ensina que Devemos perdoar 70 vezes 7(Infinitas vezes), ou seja GERAÇÃO DO PERDÃO. Se todos souberem perdoar assim como Jesus nos ensinou com certeza viveremos bem melhores e se aprender-mos a perdoar sempre, com certeza seremos de uma Geração de Deus e sendo de Deus seremos todos nós Geração 7.7, uma Geração Nova da Alegria, da Paz, do Amor, da Esperança.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Show ''Picos em Santidade'' reúne multidão de católicos de mais de 50 cidades



por José Maria Barros

Cultural Santa Rita no último sábado, 18 de junho, para participar do show “Picos em Santidade”, que foi animado pela consagrada banda católica Ministério Adoração e Vida, de São Paulo.

Promovido pela TM Produções e Eventos, com apoio da Renovação Carismática Católica de Picos, o show do dia 18 de junho, que deveria começar às 20 horas, porém, somente depois das 22h30 é que o grupo Ministério Adoração e Vida subiu ao palco e começou a apresentação, que perdurou até depois da meia noite e meia.

Segundo a organização, o vôo trazendo para Picos os membros do grupo Ministério Adoração e Vida atrasou e o início do show teve que ser retardado, mesmo assim o público não desanimou e permaneceu no local à espera da apresentação.

Por causa do atraso da chegada do grupo Ministério Adoração e Vida à cidade de Picos, a organização do show decidiu retardar também a abertura dos portões de acesso ao Centro Esportivo e Cultural Santa Rita, fato que acabou provocando reclamação por parte de muitas pessoas que aguardavam nas filas. Elas queriam entrar e se acomodar nas arquibancadas enquanto aguardavam a apresentação.

Apesar do atraso o publico não desanimou e quando o grupo Ministério Adoração e Vida subiu ao palco a animação tomou de contra da quadra poliesportiva. Caravanas da capital Teresina e de cerca de 50 cidades da grande região de Picos marcaram presença no evento e dentre as mais numerosas e animadas estava a de Valença do Piauí, liderada pelo padre Valdeci.

Esta foi a primeira vez que o Ministério Adoração e Vida se apresentou em Picos. Segundo o coordenador do evento Tiago Marques, “Picos em Santidade” veio com o desejo de evangelização a partir da musicalidade católica, acrescentando que outros shows católicos estão na agenda da TM Produções e Eventos.

Adoração e Vida

Adoração e Vida é um ministério de música, fundado em 2005 pelo músico Walmir Alencar, nascido em Registro-SP, que passou a infância com sua família que era espírita e que chegou a iniciar em 1982 sua caminhada como católico em São José dos Campos-SP. Passados 25 anos, o Senhor os chamou de Adoração e Vida (agosto/2005). Com o nome, Ele também lhes deu a força de uma vida nova.

“Nossa missão é transformar o palco em altar, onde o amor de Deus seja experimentado por todo e qualquer ser humano que desejar ter um encontro pessoal com o Senhor que é o centro e razão deste Ministério existir. Desafiando promover essa experiência na Igreja Católica Apostólica Romana que é nossa casa e lugar de missão ao qual o Senhor primeiro nos chamou e além de seus muros”, lembra a coordenação do grupo.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Castelo se firma como roteiro turístico do segmento religioso (Vitória - Espírito Santo)

Por Patrick Monteiro

Considerado o segundo maior evento religioso do Estado e um dos maiores do Brasil, a tradicional festa de Corpus Christi de Castelo atrai milhares de visitantes. A montagem dos tapetes será feita nesta quarta (22), às 15 horas, em vários pontos da cidade. A quinta-feira (23) será marcada por missas, a partir das 7 horas, e procissão de encerramento, às 16 horas.

Realizada pela igreja católica e seus fiéis, a festa de Corpus Christi cresce a cada ano e chega à 47ª edição firmando-se como roteiro turístico do segmento religioso. A cidade comemora a data de maneira muito especial, ornamentando 1,5 quilômetros de ruas com imensos tapetes de flores, pedras, palha de café, de arroz e diversos outros materiais.

Em 2010 a cidade recebeu 70 mil pessoas durante todo o dia de comemoração. "Esperamos 80 mil pessoas este ano por conta da maior divulgação e do reflexo da festado último ano. Começamos a montar as estruturas e os tapetes no começo da noite de quarta-feira e a acaba logo após a proscrição e missa na quinta. Os eventos são voltados para o dia, mas normalmente ficam muitos turistas na cidade para conhecer nosso município", conta Lúcia Ambrosim, secretária de Turismo e Cultura do município.

Ainda segundo a secretária a festa do interior capixaba pode ser a maior do país. "A maioria das pessoas que nos visitam são do Espírito Santo, mas temos uma grande porcentagem de turistas de todo o Sudeste e do resto do país. E, além de ver, os turistas podem ajudar a confeccionar os tapetes. Há alguns exclusivos para eles, é só chegarem na noite de quarta-feira. Ou, se preferirem, podem solicitar a alguma comunidade. Todos são solícitos e uma ajuda sempre é válida", contou.

A mobilização da comunidade começa alguns meses antes da festa. Criam-se desenhos e é feito o levantamento do material a ser utilizado na confecção dos tapetes. Não importa a idade, todos colaboram e participam. A igreja, a coordenação da festa e a Prefeitura Municipal de Castelo fornecem suporte para a confecção dos tapetes.

Este ano, espera-se que mais de 85 mil fiéis visitem a região de Castelo nos dois dias de evento. Devido à sua grande importância para o turismo, a festa - com seus lindos tapetes - está entre os roteiros religiosos promovidos no estande da Setur na Expo-Católica, feira que será realizada de 7 a 12 de julho, em São Paulo.

Corpus Christi. Há cerca de 747 anos a data celebra a Eucaristia, para a Igreja Católica, rito criado durante a Santa Ceia por Jesus Cristo. Durante as festividades, o Corpo de Cristo, em forma de hóstia consagrada, vai à frente de uma procissão que passa por tapetes coloridos desenhados no chão.

"A festa remonta o ano de 1264 quando o Papa Urbano IV deu uma ênfase maior à eucaristia. Para nós, cristãos católicos, o centro da fé e a pessoa de Jesus que esta presente na eucaristia. É a festa do corpo e sangue de Cristo. Temos diariamente a santa eucaristia mas damos uma ênfase em um dia. Sempre é comemorado nas quintas-feiras, após a festa da Santíssima Trindade. E é relembrado a quinta-feira Santa, quando na Santa Ceia, Jesus lavou os pés dos discípulos", explicou o padre Josemar Rubens Stein,  - Pároco da comunidade São Francisco de Assis, em Jardim da Penha, Vitória.

Segundo o padre, para os fieis, a celebração eucarística recorda o amor divino. "Representa Jesus que se fez alimento por nós. A hóstia é o alimento espiritual. A igreja faz a eucaristia e a eucaristia faz a igreja. Esse é o sentido da religião e da fé. Os católicos devem celebrar esse dia com muita devoção".

É comum, no feriado de Corpus Christi, comunidades desenharem tapetes feitos de materiais orgânicos para que a proscrição com a hóstia consagrada passe pelas ruas. "Neste dia temos uma solene procissão sobre os tapetes que revência a Jesus. A hóstia é conduzida nos ostensório, para que enalteça o Senhor. É conduzido pelo padre que usa uma capa e um véu umeral, que dá o sentido de unção ao rito. Ali a função do padre é resguardando a Jesus consagrado que é conduzido solenemente ao povo que ao senhor", conta Stein.

Programação

Quarta-feira (22)

15 horas - Início da Confecção dos Quadros e Passadeiras
21 horas - Exposição de Fotos "Retrospectiva de Corpus Christi"

Quinta-feira (23)

07 horas - Missa da Família
09 horas - Missa da Infância e da Adolescência Missionária
10h30 - Missa dos Jovens
12 horas - Missa das Comunidades do Interior
16 horas - Missa Campal e Procissão de Encerramento
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

terça-feira, 21 de junho de 2011

Banda Beijo do Espírito (RJ)

Não é apenas mais uma banda de ROCK, tem as características das bandas internacionais sem deixar de ser brasileira.

Um jeito diferente de ser seta para o Céu. É um projeto solo. Uma banda criada por Bárbara Pinheiro,em Abril de 2009.

A banda tem como característica a espiritualidade em relação a todos as questões da vida,e relacionadas a natureza. Transmitindo mensagens de amor,fé e esperança.

O primeiro álbum "METAMORFOSE" é uma gravação independente, que foi produzido pelo multi-instrumentista e produtor musical Rafael Rassan.

Atualmente a banda é formada por Bárbara Pinheiro (VOCALS),Julio Cesar Marques (GUITARRA) e Moisés Richard (BATERIA).

Acesse o site da Banda: http://www.beijodoespirito.com.br/

Contato para shows: contato@beijodoespirito.com.br
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Irmã Inez, com o CD A Face da Revolução


Quinto CD de Irmã Inez, conhecida como "a Freira do Rap". O álbum conta com dez músicas, sendo oito inéditas e duas remixadas. Inteiramente dedicado ao ritmo rap, "A Face da Revolução" promete ser muito bem recebido pelos jovens, principal foco da atuação de Irmã Inez.

Com um trabalho religioso e beneficente, "a Freira do Rap" dirige a Comunidade de Vida Milagre Eucarístico, em Paranaguá-PR, local onde trabalha com jovens por meio da música e da fé. Além disso, a Irmã mantém uma chácara para recuperação de dependentes químicos e de uma casa de artes para a comunidade.

Seu trabalho com a música faz a ligação com jovens, bem como é a fonte da maior parte da renda dos programas desenvolvidos pela Irmã.

Entrar no site CD Cristão Mega Store para baixar um MP3 COMPLETO da música LIBERA O PERDÃO.

Fonte: CD Cristão - Mega Store

_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Show Busca de Deus - Ir. Kelly Patrícia



Data: 18/6/2011 - Hora: 19h

Onde Será?
SGAS 613/614 - Av. L2 Sul, Lt 97/98 - Asa Sul
Brasília - DF

Dados para contato
Ir. Maria da Cruz
(61)8185-0214/(62)3099-4578/(62)8237-2999
hesedguadalupe@hotmail.com

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Guitarras com afinador embutido – MG32T da Tagima

guitarra com afinador embutido Guitarras com afinador embutido   MG32T da Tagima


Muitos jovens aspirantes a guitarristas tem vindo perguntar se compensa uma Guitarra com Afinador Embutido. Bem, a resposta é mais uma vez: depende. Depende da sua necessidade, se você busca praticidade, se você não consegue lembrar de pôr o bendito afinador na capa, se não quer ter que usar outro equipamento para afinar a guitarra durante uma apresentação, ou simplesmente acha bonitinho, eu diria que SIM, compensa comprar.

E para ilustrar este artigo nada melhor que a MG32T da Tagima

, uma guitarra da linha Memphis, com um fácil afinador embutido. É muito prático, e detalhe, a Tagima garante que a MG32T segue o mesmo padrão de qualidade de Timbre e Acabamento da famosa e largamente vendida Memphis MG32, umas das guitarras que mais indicamos para guitarristas iniciantes.

Dificuldades com a afinação

Sem a menor dúvida, um das pedras nos tênis dos guitarristas aprendizes é a temida Afinação. A quase impossibilidade de afinar “de ouvido” aliada a dificuldade de se tocar com a guitarra desafinada já desanimou muitos guitarristas iniciantes.

Há duas formas mais usuais para se resolver isso, uma comprando um Afinador Eletrônico separado, a outra é comprando uma guitarra com afinador embutido.

Praticidade durante uma apresentação

É comum uma guitarra sofrer leves desafinações durante uma longa apresentação. Normalmente, um guitarrista utiliza sua pedaleira com afinador ou seu Pedal Afinador para afinar a guitarra em alguma pausa rápida na apresentação.

Mas com um afinador embutido, essa prática é até mais fácil. Basta reduzir o volume da guitarra ou cortar o som com algum pedal, e afinar rapidamente a guitarra com o afinador.

A Mg32T da Tagima

Sim o “T” no final abrevia a palavra Tuner. Nos últimos tempos essa é uma das novidades mais legais da Tagima, a MG32T é uma ajuda tremenda para os novos guitarristas, sem contar que seu preço continua bem atraente.

OK, um afinador digital não custa assim tão caro, cerca R$ 50,00. Mas o fato de não precisar carregar outro acessório, e ainda ter a possibilidade de esquecer o afinador bem na sua estreia… as vezes não vale a pena arriscar.

O afinador da MG32T da Tagima é digital e cromático. O processo de afinação é simples, como o de qualquer outro afinador. Ah, lembrando que a MG32T necessitará de uma bateria 9V para funcionar o afinador.

Bem, hoje ficamos por aqui, espero ter ajudado os guitarristas iniciantes e estudantes a escolherem sua primeira guitarra. E não esqueça de conferir as cores e preço das MG32T na Mundomax, Clique Aqui!

(Artigo extraído na íntegra)
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Creio, mas não pratico

Quando, num encontro de amigos, a conversa gira em torno de assuntos religiosos, é comum alguém declarar, com naturalidade e segurança: “Creio, mas não pratico!” Trata-se de uma afirmação que parece ser tão bem formulada, tão lógica, que, normalmente, ninguém a contesta. Assim, dias depois, em outro grupo, se a discussão for também sobre questões religiosas, é possível que alguém volte a fazer a mesma afirmação. Mais do que uma afirmação isolada, essa idéia de que se pode acreditar sem colocar em prática aquilo em que se acredita é tão comum que já se tornou uma mentalidade em muitos ambientes. A justificativa desse comportamento varia de pessoa para pessoa. Há aquela que deixou de lado a prática religiosa pela decepção com um líder da comunidade; outra, sem perceber, abandonou, pouco a pouco, sua vida de fé: passou tanto tempo sem ler a Palavra de Deus, sem rezar e sem assistir à missa dominical que, quando notou, já havia organizado sua vida de tal maneira que não havia mais espaço para expressões religiosas; outras pessoas tinham um conhecimento tão superficial de sua religião que, sem grandes questionamentos, a abandonaram. Há, também, as que procuram o batismo dos filhos, a missa de formatura ou de sétimo dia, tão somente como atos sociais.

Afinal, é possível crer sem praticar? Algumas pessoas deixam a prática religiosa com o argumento de que buscam uma maior autenticidade. Dizem não gostar de normas e ritos: preferem uma religião “mais espiritual”, sem estruturas. Esquecem-se de que somos seres humanos, não anjos. Os anjos não precisam de sinais, gestos e palavras para se relacionarem. Nós, ao contrário, usamos até nosso corpo como meio de comunicação. Traduzimos nossos sentimentos com um sorriso ou um aperto de mão, uma palavra ou um tapinha nas costas; fazemos questão de nos reunir com a família nos dias de festa e telefonamos para o amigo, cumprimentando-o no dia de seu aniversário; damos uma rosa para nossa mãe e nos encantamos com o gesto da criança que abre seus braços para acolher o pai que chega. Como, pois, relacionar-nos com Deus tão somente com a linguagem dos anjos, que nem conhecemos?

A fé nos introduz na família dos filhos e filhas de Deus; nela, é essencial a prática do amor a Deus e ao próximo. Nossa família cristã tem uma história, uma rica tradição e belíssimas celebrações. Pode ser que alguém não as entenda. Mas, antes de simplesmente ignorá-las ou, pior, de desprezá-las, não seria mais prudente procurar conhecê-las, penetrar em seu significado e descobrir seus valores? O essencial, já escreveu alguém, é invisível aos nossos olhos.

Não se pode querer uma fé sem gestos, com a desculpa da busca de maior autenticidade. O Pai eterno, quando nos quis demonstrar seu amor, levou em conta nosso jeito de ser, de pensar e agir. Mais do que expressar “espiritualmente” seu amor, concretizou-o: enviou-nos seu Filho, que habitou entre nós. Algumas Bíblias, em vez de traduzirem o ato descrito pelo evangelista João, na forma clássica – “e o Verbo se fez carne, e habitou entre nós” (Jo 1,14) –, preferem a expressão: “e armou sua tenda no meio de nós”, para expressar a idéia de que Deus, em Jesus Cristo, passou a morar em uma tenda ao lado da nossa. Em sua primeira carta, S. João dá um testemunho concreto dessa experiência de proximidade: “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida (...) isso que vimos e ouvimos, nós vos anunciamos, para que estejais em comunhão conosco” (1Jo 1,1.3). Ele considerou ter sido uma graça especial ter podido ouvir, ver e tocar o Filho de Deus. Jesus, por seu lado, tendo assumido a natureza humana, submeteu-se a ritos: passou noites em oração, foi ao Templo de Jerusalém e frequentou sinagogas.

“Creio, mas não pratico”. A fé (“creio”) e a vida (“não pratico”) não podem estar assim separadas. Por sua própria natureza, devem estar unidas. Uma fé sem obras é morta; obras, mesmo que piedosas, sem fé tornam-se vazias.

Fonte: Dom Murilo S. R. Krieger, scj
Arcebispo de São Salvador da Bahia - BA



_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
(81) 8645-1475 - 9495-1820 - 8122-9204
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

CD Interpretes do Amor – Vol II



Presenteie seu amor de maneira especial e torne o dia dos namorados uma data inesquecível.

Adquira já o Novo CD da Banda COT: Intérpretes do Amor – Vol II pela Ramah Online

Ofertamos ao Senhor Deus essas músicas que alegram nossa alma e nos formam segundo a Palavra de Deus.

“Quem pode compreender o amor que ama e que não morre? Quem pode entender que o amor quer fartar-se de amor? É confortante saber que Deus nos uniu. Essa realidade rega de felicidade e alegria nossa alma.” (J.V)
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Ricardo e Eliana Sá conduzem Noite de Louvor e Adoração

Nesta quinta-feira (09), a Paróquia São José (MT) promove a 4ª Noite de Louvor e Adoração, conduzida por Ricardo (foto) e Eliana Sá, da Comunidade Canção Nova.

Ricardo Sá é missionário, pregador, cantor, escritor, casado com Eliana Sá. Ele apresenta programas na TV Canção Nova, como o Trocando Idéias e o Academia do Som, um programa de música católica. Na Rede Canção Nova de Rádio apresenta diariamente o programa Pra Ver a Vida Acontecer.
Eliana Sá é pregadora, apresentadora de programas no sistema Canção Nova de Comunicação e escritora.

A Noite de Louvor e Adoração, destinada especialmente às famílias, começa às 20h e será realizada no salão paroquial da igreja, localizada na Rua Pedro Celestino, 1.446, centro de Campo Grande. O ingresso custa R$ 10 e pode ser adquirido na secretaria da paróquia, as vagas são limitadas.

Assista o vídeo de divulgação no endereço: http://www.youtube.com/watch?v=GaP7LdwB3no

Este ano, a programação da Paróquia São José conta ainda com outros dois grandes eventos com integrantes da Comunidade Canção Nova. No dia dia 19 de julho, Márcio Todeschini conduzirá a Adoração ao Santíssimo Sacramento e no dia 3 de setembro, será realizado show oracional com Dunga e Salette Ferreira.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3317 4960 ou no (67) 9632 1688.
_________________________________________
MCC Produções - Uma empresa 100% católica
(81) 8645-1475 - 9495-1820 - 8122-9204
mccproducoescatolica@gmail.com
twitter.com/mccproducoes
facebook.com/mcc.musicoscristaoscatolicos

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...