Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Católicos adoram imagens?


Católicos adoram imagens?

Muitos ainda se perguntam: será que católicos adoram mesmo imagem? A resposta é alta e clara: DEFINITIVAMENTE, NÃO.

Imagem não é o mesmo que ídolo. Chama-se ídolo: uma imagem falsa, um simulacro a que se atribui vida própria, conforme explica o profeta Habacuc (2, 18). Eis o que claramente indica Habacuc, dizendo: "Ai daquele que diz ao pau: Acorda, e a pedra muda: Desperta" (Hc 2, 19). É nessa parte da bíblia que muitos se apegam a dizer que católicos acreditam que a imagem é Deus.
Católicos não adoram imagens. O fato de muitas vezes vermos que, ajoelhados em frente a uma imagem, estão pedindo uma graça de Deus ou uma intercessão de um santo a Deus não quer dizer que católicos praticantes são tolos ou imaturos o suficiente para saber que o monumento feito não é Deus, e sim apenas uma concentração por meio de uma imagem significativa daquela determinada circunstância ou da pessoa que está representada na imagem.

Ora, para que contemplarmos a circunstância da Paixão de Jesus na cruz?

Simplesmente para podermos lembrar aquele momento no qual Cristo nos deu a redenção dos pecados, e mostrou seu amor a nós.

Deus quer nos falar de muitos jeitos, Ele confirma a presença Dele em muitos momentos e em muitos dons das pessoas. As imagens conduzem nossos pensamentos às coisas de Deus, às coisas do Alto. Fazem-nos lembrar de pessoas que serviram a Deus (e do próprio Cristo) e fazem-nos concentrar diante da correria do dia-a-dia. Por exemplo, Deus mandou fazer dois querubins de ouro a Moisés na Arca da Aliança (Exo 25:18) dizendo, também, para fazer uma serpente abrasadora e colocá-la numa haste, para todos os que olhassem para ela seriam curados (Nm 21:8). Também Josué se ajoelhou diante uma imagem (Josué 7:6), e Balaão prostou-se diante de um anjo.

Temos as provas de como esse culto era já uma pré-figura do culto à Deus nas palavras de S. João, que diz que tal "serpente" era o símbolo do Cristo crucificado: "Bem como ergueu Moisés a serpente no deserto, assim cumpre que seja levantado o Filho do Homem" (Jo 3, 14).
Por acaso caíram também Moisés e S. João, e até o Espírito Santo (autor da Sagrada Escritura) em crime de idolatria? É claro que não.

Isso significa que não é adorar uma imagem ficar ajoelhado em frente dela, elas são o que são... Sinais de Deus! Não nos importa o material feito, e sim a figura que ela representa.
 
Jesus em sua Divina misericórdia foi bem claro a Santa Faustina quando, em sua aparição, pediu que ela o pintasse como ela o viu e disse-lhe: “O valor da imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na Minha graça” (Diário, 313).
Então realmente tinha um valor aquela imagem, um grande valor!

E a Virgem de Guadalupe? Uma das aparições mais importantes de Maria, COMPROVADO CIENTÍFICAMENTE! (convido a ler o artigo na íntegrahttp://cotidianoespiritual.blogspot.com/2010/05/virgem-de-guadalupe-o-milagre.html), o Padre Quevedo, que é perito em milagres comprovados pela ciência (verdadeiros milagres ou não), explica este milagre simplesmente como real milagre de Deus, e acredita após muitos estudos feitos.
 
E o crucifixo do Haiti? Em que ocorreu tudo aquilo e com o crucifixo nada, ficou intacto? (http://cotidianoespiritual.blogspot.com/2010/02/crucifixo-do-haiti.html)
Isso tudo é Deus nos mostrando que está conosco, são sinais.

Além do mais, se não existissem imagens, não nos lembraríamos daqueles que foram maiores exemplos de fé, dos que largaram a vida toda para seguir os caminhos de Deus, ou seja, dos apóstolos, dos discípulos, de São Francisco de Assis, Santo Antonio, Santa Rita, etc. Se Jesus falou tudo o que falou, é óbvio que muitos seguiriam suas palavras, como esses acima citados, que são exemplos para nós. Portanto, temo-los nas imagens como lembrança e temos que nos espelhar neles.
 
E, para encerrar,
 
Comentamos acima que Deus nos dá muitos dons para servi-lo Assim, por que não dizer que os artistas que fazem suas esculturas a favor de Deus não tocam as pessoas através de seu dom?
Eu sou músico e espero ter tocado muitas pessoas com meu ministério por meio de minhas músicas, assim como o artista que faz a imagem quer tocar com o seu dom, com o seu serviço a Deus.
Devemos adorar a Deus através da música(um dos melhores meios de adoração) e por que não adorar somente a Deus, mas diante de uma imagem?
 
Deus fala também pelas Imagens, não só pelas palavras. O silêncio também é uma prece e um dos melhores caminhos para OUVIRMOS a Deus (atitude também muito importante para os cristãos). Se Deus toca as pessoas com a arte da música, por que não com a arte da escultura?


Renato Silveira
 

Nenhum comentário:

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...