Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Preparação para o Congresso - (II)

Ai vai a segunda parte do testemunho de Neil Velez. E você, já adquiriu o seu ingresso para o Congresso? Não perca tempo, 70% dos ingressos já estão vendidos e muito possivelmente não teremos ingressos na portaria do evento, adquira já o seu, no grupo de oração da sua comunidade ou on-line através deste link: Clique Aqui

Entao qual era o meu problema ?

Enquanto aquele versículo atestava que eu tinha saúde, o meu corpo me mostrava precisamente o contrário. Nasci enfermo e minha condição foi piorando até perder a vista e ficar prostrado em uma cama. Inclusive, quando os médicos descobriram que eu nasceria nessas condições, eles aconselharam à minha mãe que abortasse para evitar que sua vida fosse colocada em risco.

Mas apesar disso o som daquele versículo ecoava em todo o meu ser incansavelmente. Toda essa situação chegou a tal ponto que comecei a gritar e a brigar corn Deus, e the dizia textualmente essas palavras : "Duos coisas estão acontecendo aqui: Tudo isso é mentira ou eu não to conheco." Nesse momento, escutei uma voz muito clara que me respondeu : "Meu filho,verdadeiramente to não me conheces." Eu me sentia irritado,mas com essa resposta eu fiquei furioso. Por que?

Porque passei minha vida inteira dentro da Igreja. Pertenço a segunda geração de urn Ministério. Meus pais e meus tios me levavam desde pequenos corn eles a retiros e vígilias. Recordo como se fosse hoje que, quando me dava sono,colocavam a mim e a meus irmAos deitados no chão), em cima de uma proteção, ali naquele lugar em que estavam ministrando.

Em outras palavras, não conheço outra vida que não seja de Igreja em Igreja. Se eu escrevesse que fui resgatado das drogas ou das gangs, estaria faltando corn a verdade. Essa nunca foi a minha vida. Dediquei toda minha vida ao Senhor. Me formei e me preparei na Igreja, passando inclusive por urn seminário. Com a idade de 12 anos eu já estava ministrando. Ainda mais, hoje em dia quem me acompanha em meu ministério são minhas irmãs gêmeas, meu irmão e meus primos, entre outras pessoas.

Então, imagine por um instante o que estava acontecendo. Por um lado, estava dentro de urn hospital corn os dias contados por causa da enfermidade incurável que padecia. Por outro, uma voz que nitidamente me dizia que não o conhecia, apesar do meu caminhar dentro da Igreja desde que tenho o use da razão. Que não conheço a Deus? Minha indignação aumentava minuto a minuto. "Nem juventude pude ter por estar nestas coisas!", pensava nisso frequentemente. Mas, voltou a voz e me disse de novo: "Meu filho, to não me conheces."

A verdade é que eu acreditava conhecê-lo. E aí estd a confusão de muitos que estão convencidos da mesma coisa que eu pensava naquela ocasião. Por um lado, a alguns que consideram que, por não faltar nunca a missa, ser de eucaristia diária,ou ser constante na oração do rosário o conhecem profundamente. Outros, estão convencidos que por estudar filosofia, teologia ou psicologia conhecem a Deus. inclusive, há pessoas que até pregam sobre Jesus Cristo e ainda não sabem sobre quem estão falando. Eu era um destes.

A enfermidade não me deteve até que perdi a vista. Enquanto eu estava enfermo usava meus sofrimentos para converter almas. Pregava retiros aos jovens e lhes dizia que tendo ainda toda vida pela frente a estavam desperdiçando. "Me restam somente três meses de vida. Desejaria ter a sua para realizar grandes coisas no Senhor", eu dizia a eles. E muitos regressavam aos pés de Cristo como consequência não só das minhas pregações mas também do meu testemunho de estar muito próximo da morte. Seguramente, o Senhor me ensinou que eu falava de coisas que eu não conhecia. Acreditava saber sobre Ele, não só pela minha preparação como também pela minha educação e experiência .Mas eu estava equivocado. Naquela noite descobri que eu estava longe de Deus.

Representava o personagem que a Bíblia nos descreve como aquele que fala de coisas que não entendia, que as conhecia somente de ouvir (Jó 42, 3-5). Unicamente isso nada mais. Nunca havia tido urn encontro pessoal com Deus. Mas sabe de uma coisa?

Quando o Senhor voltou a me falar eu compreendi a razão de Suas palavras. Como pude, desci da cama, me ajoelhei e comecei a chorar como uma criança. Entre gemidos the disse as seguintes palavras: "É verdade meu Deus. Eu não to conheço, mas hoje quero conhecer-te." Foi o dia que fiz a oração mais importante da minha vida. Neste momento, humildemente abri mão) de tudo o que eu pensava ser e ter, incluindo estudos, talentos, dons e formação. Naquele dia mord para mim mesmo e para tudo que eu tinha convicção de conhecer.

Leia mais...

Nenhum comentário:

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...