Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Igreja de São João Batista não resistiu ao abandono e perdeu parte das telhas no início da tarde de ontem

Imagem da Igreja inteira mas que já mostrava sinais de abandonoA única igreja que escapou do incêndio ateado pelos holandeses, em 1631, em Olinda, não resistiu ao abandono dos últimos anos e perdeu parte do seu teto no início da tarde de ontem. Eram 13h30, quando o guardião da Igreja de São João Batista dos Militares, Walter Freitas, escutou um grande estrondo. Ao abrir a porta do salão principal, que estava interditado desde 2007, Walter viu cerca de cinco metros quadrados do telhado em cima do mesanino. Uma das vigas do teto cedeu levando abaixo toda a estrutura de madeira e telhas e deixando o céu a vista. Os cupins, a umidade e a chuva foram apontados por técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como os responsáveis pelo incidente do templo que foi erguido na segunda metade do século 16 e se encontra na rua da Saudade, próximo ao Largo do Amparo. Depois do acidente, o local foi interditado, devido ao perigo do restante do teto e da parede frontal vir abaixo. As imagens e os utensilíos religiosos foram transferidos para a Paróquia do Guadalupe.


Entretanto, moradores da cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade e o administrador paroquial, padre Marcelo Gomes, creditam a queda do telhado ao abandono sofrido pelo prédio nos últimos oito anos, quando a igreja foi fechada pela primeira vez. Depois disso, ela voltou a funcionar por duas vezes, sendo fechada definitivamente para missas em 2005. Em 2007, a Prefeitura de Olinda fez uma vistoria e reconheceu a necessidade de reforma. A última reforma aconteceu há 30 anos.”O padre anterior e eu já fizemos vários pedidos a Prefeitura e ao Iphan para solucionar o problema, mas nada foi feito. Estou aqui com vontade de chorar devido ao descaso que essas pessoas têm com nosso patrimônio histórico”, disse o padre. Após o acidente, técnicos do Iphan, Defesa Civil de Olinda, secretários municipais e o Corpo de Bombeiros foram ao local. “Agora, todo mundo vem para mostrar serviço”, comentou o morador e monitor de restauro, Alexsandro Batista.

Na última sexta-feira, técnicos do Iphan foram chamados porque o teto estava cedendo, realizaram uma vistoria na viga que veio ao chão e avisaram do perigo iminente, mas não providenciaram o fechamento do local. O padre Marcelo Gomes continuava celebrando missas aos domingos em um corredor lateral ao salão principal que está com o telhado mais conservado.

A secretária de Patrimônio Histórico e Cultura, Márcia Souto, afirmou que a responsabilidade pelo restauro da Igreja é da Igreja Católica, que detém a posse do prédio. “Indicamos a necessidade de reforma e paralelamente a isso, o Centro de Estudos e Conservação Integrada realizou um projeto de restauro, em 2006, que foi incluído nos projetos emergenciais do Iphan no início de 2009”, disse. O projeto, no valor de R$ 600 mil, poderá ser colocado em prática até o final do ano, desde que a Prefeitura consiga captar recursos. “Vamos realizar escoramentos na frente da Igreja e no restante da cobertura para evitar que caiam. Depois faremos o trabalho emergencial em todo o teto. Em seguida, tentaremos captar os recursos para a reforma geral”, comentou o superintendente regional do Iphan, Frederico Almeida.

Fonte: Folha Digital de Pernambuco

Nenhum comentário:

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...