Pesquisa personalizada

#MCC - Calmaria - Alexandre Privato

#MCC - Diego Fernandes - Sigo o Leão da Tribo de Judá

MCC - Músicos Cristãos Católicos recomenda:

terça-feira, 28 de julho de 2009

Música e LItúrgia

Muitos transtornos têm-se criado devido a falta de observação de um Ministério de Música ao escolher os cânticos litúrgicos para uma missa. Deve-se levar em conta três fatores que são chamados de "triciclo litúrgico": O Tempo Litúrgico, o momento da liturgia e a realidade da assembléia, como critérios para esta escolha.

Realidade da Assembléia: Deve-se sempre observar qual a realidade da comunidade reunida, se são: São agricultores, São operários, São adultos ou crianças, jovens ou idosos. Quais as suas características culturais, se existem bloqueios psicológicos, qual valores lhes são significativos, os elementos de sua religiosidade popular, nível de vida, nível cultural, dificuldades comunitárias, interesses comuns, preocupações cotidianas, anseios sociais, etc.

Esta análise, pode parecer tolice, mais é fundamental, pois na realidade é o carro chefe do "triciclo litúrgico". Deve orientar a direção da ação litúrgica. A mesma música que é muito litúrgica em um centro urbano pode ser inadequada para a realidade do campo. Há canções que se adaptam muito bem para idosos, mas não são significativas para os jovens. Quanto melhor entendermos e respeitarmos estas realidades e suas diferenças, tanto mais ricas serão as nossas assembléias.

Há elementos que não fazem parte do tempo litúrgico, mas são profundamente significativos para a comunidade que celebra, por exemplo: festa do padroeiro aniversários, bodas, comemorações civis, enfermidade, primeira comunhão, etc. Tudo isso faz parte da realidade e deve ser cuidadosamente considerado.

O Tempo Litúrgico: A igreja dividiu os mistérios do nascimento da vida, morte e ressurreição de Jesus ao longo do ano litúrgico. Este "ano" começa no Advento e vai até o Tempo Comum, não coincidindo com o nosso ano civil. A liturgia deve estar em sintonia com o ministério que estiver sendo celebrado, ou seja, deve ser coerente com o ano litúrgico.

ADVENTO: é um tempo de expectativa diante do Cristo que irá nascer. Tempo próprio para canções de esperança.

NATAL E EPIFANIA: Deus se faz homem em Jesus Cristo. Este nascimento precisa ser celebrado com canções de festa, com muita alegria, fazendo de toda a liturgia uma "noite feliz".

QUARESMA: Tempo de conversão. Os cantos devem ser um prenúncio da morte de Cristo. Por isso neste tempo não se canta o Aleluia e o Glória, pois são manifestações típicas de alegria. A Igreja celebra neste tempo a Campanha da Fraternidade.

PASCOA: Anuncia que Cristo vive. O Aleluia e o Glória voltam às celebrações.

PENTECOSTES: O Cristo vivo e ressucitado volta para o Pai e cumpre a promessa de enviar o Espírito Santo. É este Espírito que agora guia a Igreja torna possível levar a palavra até os confins da terra.
O TEMPO COMUM: Nele comemoramos a plenitude do ministério de Cristo sem nos determos em algum aspecto singular de sua existência.

Momentos da liturgia: A liturgia, de um modo geral, pode ser entendida como um diálogo entre o Deus-Trindade e o Homem-Comunidade. Este diálogo é composto de vários momentos dentre eles, e especialmente, a Celebração Eucarística, que está também composta de vários "momentos litúrgicos". Dentro de cada um destes podem ou devem ser inseridos vários cantos:

1. Ritos iniciais: preparação, entrada, ato penitencial e glória.
2. Liturgia da Palavra: Salmo responsorial, aclamação ao Evangelho, depois da homilia, Profissão de fé, oração dos fiéis.
3. Liturgia Eucarística: Preparação das Oferendas, oração Eucarística, Santo, respostas à Oração Eucarística, Pai-nosso, abraço da paz, Cordeiro de Deus, Comunhão, Ação de graças.
4. Rito de Saída.

A observação desses itens são muito importantes para uma melhor sintonia dentro de uma Igreja.


2 comentários:

Vinícius disse...

Interessante a colocação feita a respeito da função da música litúrgica nas celebrações da Santa Missa. Sou músico católico há 8 anos e estou numa nova fase atualmente, formando um grupo especialmente para atuar na liturgia. Algo que tenho observado já há algum tempo é que muitos grupos tem apresentado um trabalho que atinge apenas um determinado perfil de público. Na minha cidade, foi celebrada recentemente a "Missa sertaneja", foi o maior sucesso. Não tenho nada contra o estilo sertanejo, mas para mim, por exemplo, que sou um jovem adulto de 27 anos, nascido na cidade, sem muito contato com os temas bucólicos (do campo), muito envolvido com tecnologia, estilos alternativos de música, etc., não é o grupo adequado. Claro que muitos idosos se sentiram maravilhados, e isso é muito bonito mesmo, pois muitos deles (moro numa cidade do interior de SP, de forte tradição campestre) tem uma história com a vida nos sítios, fazendas... Mas o interessante foi perceber que, se há uma "Missa sertaneja" o que impede que se haja uma "Missa jovem", com música direcionada ao perfil desse público? Não consigo entender o seguinte: "Missa sertaneja pode." "Missa jovem não pode." Gostaria de compartilhar essa experiência com outros colegas que entendam o que eu estou querendo dizer. Concordo que há estilos e tipos de música que são inadequados para compor uma liturgia. Há a tradição do ritual milenar, cujas origens nos levam ao canto gregoriano. Mas se houver compromisso, seriedade, espiritualidade e, sobretudo, um verdadeiro respeito à Santa Missa, acredito que todo grupo de música, independente de estilo, pode servir na liturgia. Em nosso grupo, estamos tomando todos os cuidados recomendados para a observação das partes fixas, como o Glória, o Santo, o Cordeiro, etc. O legal é que estamos criando nossos próprios arranjos, de acordo com o estilo que definimos para nossa música. Ainda estamos em fase de preparação, ensaiando com afinco. Esperamos que com a graça de Deus, possamos estreiar em breve e trabalhar para a celebração da paixão de nosso Senhor Jesus.

Jacytan Melo disse...

Obrigado Vinicius pela sua colaboração, foi muito bom seu ponto de vista. Estamos abertos a matérias e artigos que você tem a publicar.

Grato,

Jacytan Melo

Grupos do Google
Participe do grupo MCC - Músicos Cristãos Católicos
E-mail:
Visitar este grupo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...